5 de jun de 2008

Com faca cravada no pescoço mulher telefona para o trabalho e explica que não poderá comparecer

MADRI (Espanha) - Uma mulher dominicana, Monica R., de 39 anos, teve uma faca de cozinha de 10 cm de comprimento totalmente cravada no pescoço. Mesmo com a faca cravada no pescoço a mulher ligou para o marido, para o patrão, avisando que não poderia comparecer no trabalho, e para o serviço de emergência médica de Madri (SAMUR).

Na chegada da assistência médica de urgência, os médicos acharam a mulher ensanguentada, com uma faca cravada na parte posterior do pescoço (foto) até a empunhadura (uns 10 cm), mas consciente e orientada.

A Lâmina nao afetou nenhum vaso saguíneo e tampouco a cervical da mulher.

Pouco depois a polícia deteve o autor do apunhalamento, Hassan A., um homem de origem marroquina de 21 anos que não tem antecedentes penais. O jovem alugava um quarto no apartamento da vítima.

Em entrevista à tv espanhola a mulher disse que ligou para o trabalho contando que o seu inquilino lhe havia agredido e que esta "com um pau" encravado no pescoço. Por incrível que possa parecer ela até então não sabia que estava com uma faca encravada na parte posterior do pescoço. Além disso, a vítima contou que seu chefe, no momento da ligaçao, achou que ela estivesse inventando uma desculpa para não ir trabalhar!

Os médicos do SAMUR contaram que quando chegaram ao local a vítima estava andando de um lado para o outro sem entender direito o que havia acontecido.

Na noite anterior ao crime a mulher havia pedido ao seu inquilino que não fizesse barulho à noite. Essa é a única razão, segundo a vítima, para a brutal agressãoque sofreu.

A mulher não corre risco de morte e espera voltar a trabalhar dentro de 1 mês.
Fonte: publico.es



Nenhum comentário: