29 de ago de 2008

Ciro Gomes e Patrícia Sabóya querem o "direito" de descumprir a Lei Eleitoral

A resolução 22.718, do Tribunal Superior Eleitoral, baseada na Lei Eleitoral, estabelece que só podem participar dos programas de rádio e televisão os cidadãos que não sejam filiados a outro partido político ou a partido político integrante de outra coligação.
Apesar disso a candidata Patrícia Sabóya (ex-PSDB, ex-PPS, ex-PSB e, por enquanto, no PDT), estava fazendo um grande esforço para colar sua imagem ao do presidente Lula. A presença da imagem do presidente Lula na campanha de Patrícia era a regra.
Diante disso a candidata Luizianne Lins (PT), com base no que dizem as regras eleitorais, solicitou ao Poder Judiciário que proibísse tal abuso. A justiça, é claro, atendeu o pedido e proibiu a apariçao de Lula (bem, na verdade de imagens passadas do Lula) no programa de Patrícia. Além disso, também foi proibida a apariçao de Ciro Gomes (PSB) e de Cid Gomes (PSB), já que o PSB integra a chapa que apoia Luizianne.
A resposta da campanha de Patrícia e de Ciro Gomes foi contundente. Eles se acham no direito de desrespeitar as regras eleitorais, dizem que recorrer ao Judiciário é autoritarismo e que Luizianne é um "Coronel de Saias".
Bem, antes de qualquer coisa, de coronel a Patrícia e o Ciro entendem, já que Tasso Jereissati (PSDB) é um dos principais apoiadores da campanha de Patrícia. E outra coisa, apesar de querer mostrar o presidente Lula, a despeito das regras eleitorais, a campanha de Patrícia esconde o Tasso Jereissati, dá pra entender? Dá. É que enquanto o Lula tem alta popularidade, os candidatos apoiados por Tasso perderam as últimas 3 eleiçoes para a prefeitura de Fortaleza.
Agora, chamar uma decisao judicial que obriga o cumprimento das regras eleitorais, feita para todos, de autoritarismo é demais! E a cara de pau é muito grande, já que na última campanha para governador que elegeu Cid Gomes (irmao de Ciro), o partido de Ciro foi para a justiça para impedir que o entao candidato Lúcio Alcantâra mostrasse Lula na sua propaganda eleitoral.
Entao querem descumprir a lei, chamam a decisao do Judiciário de autoritária, chamam o direito que todos os cidadaos têm de recorrer ao Judiciário de coronelismo e ainda escondem que fizeram o mesmo na última campanha para governador do Ceará. É muita cara de pau!!!
Vejam o vídeo com o falastrao Ciro Gomes:

22 de ago de 2008

Patrícia Saboya esconde Tasso Jereissati

A Senadora Patrícia Saboya (ex-PPS, ex-PSB e de momento no PDT) está fazendo um esforço que beira o cômico na tentativa de mostrar-se como "a candidata de Lula em Fortaleza".
Deve ser triste ter que esconder que seu vice é do PSDB, que sua candidatura é sustentada por Tasso Jereissate (coronel cearense e um dos maiores críticos e adversários do presidente Lula), e ficar fazendo de tudo para colar sua imagem no maior líder do PT, partido da atual prefeita e candidata a reeleiçao Luizianne Lins.
Talvez essa seja a verdadeira receita do fracasso...
E por falar em Patrícia Saboya, estou postando de novo um vídeo muito interessante. O vídeo mostra a posse de um primo da senadora Patrícia como presidente do Trib. de Contas dos Municípios do Ceará. Ou seja, se a Patrícia ganhar (o que parece ser muito improvável dado o seu principal apoio político), terá como principal responsável por fiscalizar seu governo, nada mais, nada menos, que seu primo.
Mas o pior nao é isso, o pior é que o primo toma posse em um órgao da responsabilidade do TCM com essa beleza de discurso. Vejam:
É pra rir ou pra chorar?

10 de ago de 2008

Homer Simpson imortalizado na moeda de euro

Não foi em Springfield, mas sim na cidade espanhola de Avilés. Homer Simpson já está imortalizado em uma moeda de euro, substituindo o perfil do Rei Juan Carlos.

José Martínez levou um susto quando ao fazer a contabilidade da arrecadação do dia da sua loja de doces encontrou uma moeda de euro que tinha cunhada com perfeição o rosto do personagem da série de desenho animado “Os Simpsons” Homer Simpson.

Embora se trate de uma modificação feita à mão por algum brincalhão, a precisão com que foi feita fez levantar a suspeita de que existam mais moedas similares.

4 de ago de 2008

Gilmar Mendes sugere nova lei de abuso de autoridade

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, voltou a destacar a ocorrência de exageros em ações policiais e sugeriu a criação de uma nova lei de abuso de autoridade como forma de lidar com essa questão.
"Começamos, então, a falar em uma nova lei de abuso de autoridade, porque aquela de 1965 obviamente está defasada. Precisamos ter um controle destas ações policiais", disse Mendes, durante o debate "O Brasil e o Estado de Direito", realizado no auditório do Grupo Estado, que contou também com a participação do ministro da Justiça, Tarso Genro, do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto.
O ministro da Justiça concordou com a sugestão do presidente do STF. Para Genro, a legislação atual, datada de 1965, é "genérica", e o sistema que previne o abuso de autoridade está muito fragmentado. "Nós temos que tirar todas as lições, inclusive lições de posições contraditórias do próprio Supremo em relação à aplicação dessa lei", afirmou o ministro.
"Quando a lei de abuso de autoridade de 1965 foi sancionada, nós não tínhamos, por exemplo, o tipo de exposição que as pessoas sofrem hoje, às vezes de maneira deliberada, gerando um constrangimento e uma punição antecipada." Tarso chamou atenção para "determinados excessos" que ocorreram em operações da polícia. Em sua visão, isto está relacionado, em parte, aos avanços tecnológicos, o que teve influência sobre os métodos de investigação.
Citando seu "diálogo franco e construtivo" com o ministro da Justiça, o presidente do STF também sugeriu a criação de varas de corregedoria de polícia para contribuir no combate aos abusos de autoridade.
Fonte: Jornal O Povo
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Uma proposta como essa nunca surge quando é um homem comum do povo que sofre abuso de autoridade. E olha que isso acontece (com os homens do povo) D I A R I A M E N T E.
É impressionate como as autoridades do judiciário dessa país (estou falando dos Tribunais Superiores) sao elitistas.
Aos pobres a dureza da realidade, aos ricos as garantias etérias da Constituiçao.

1 de ago de 2008

Eduardo Paes diz que ação de milícias leva "segurança" para as comunidades carentes

O canditado à prefeitura do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), fala que as mílicias sao um exemplo de como levar segurança às comunidades carentes.
O candidato não deve ter aprendido que, da mesma forma que a ação de quadrilhas de traficantes (ou mais), a ação de grupos paramilitares degrada o Estado Democrático de Direito.
Tem que dar uma aulinha de cidadania para o candidato.

GRAMPINHO NÃO!!!

Está lançada a campanha contra o voto em ACM Neto (vulgo Grampinho) para prefeitura de Salvador (Bahia). Abaixo vocês encontram o jogo "Não deixe o grampinho baixar em Salvador". E mais abaixo ainda (eheh) vocês podem ver um vídeo que é prova de toda a cara de pau ostentada, do alto de seus 1,5 m, pelo candidato do DEM.